Indicadores assistências do laboratório de Hemodinâmica

ROBERTA P, M. CORVINO
SÃO LUIZ ANÁLIA FRANCO

Introdução: Gestores do serviço de hemodinâmica de cada instituição, com formação de grau superior, de ambos os sexos, com mais de 6 meses de gestão naquela instituição e com mais de 1 ano de atuação na área. O estudo foi direcionado aos 10 gestores dos laboratórios de hemodinâmicas, um de cada instituição. Esses laboratórios fazem parte de instituições com importância significativas no mercado da saúde, de instituições hospitalares. A amostra tornou-se restrita àqueles que concordaram em participar da pesquisa e assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido o número total foi de 10 gestores independente da hemodinâmica ser terceirizada ou fazer parte da própria instituição.

Para poder coletar os dados criou-se um formulário onde constam 8 questões específicas para os gestores dos laboratórios de hemodinâmica. No total, foram encontrados somente 3 tipos diferentes de indicadores. A maioria dos gestores são enfermeiros e independente da instituição ter ou não o selo de acreditação os indicadores não deixam de ser mensurados. O estudo revelou que a maioria dos laboratórios de hemodinâmica aplicam como uma das ferramentas da qualidade os indicadores assistências setoriais. Mesmo assim, observou-se que ainda existem instituições que não mensuram nenhum tipo de indicador ou então fazem somente gráficos estatísticos mas não aplicam o PDCA. Além disso, a quantidade de indicadores mensurados são muito baixos, somente 3.

Conclusões: Existem vários outros indicadores que podem ser aplicados como índice de sucesso de angioplastia coronariana, complicações vasculares terapêuticas e diagnósticas, taxa de necessidade de cirurgia cardíaca após angioplastia coronariana e taxa de complicações gerais intra-procedimento.

Este último pode até ser subdividido em reações alérgicas, reações pirogênicas, reação vagal, arritmias, isquemias, neurológicas, embólicas e congestivas. Sugestões de indicadores podem ser publicados através da SBHCI em revista e/ou congressos.